Pomodori

Como prometido antes, vou dedicar este post ao Pomodori! Me lembro bem quando ele foi inaugurado pelos chefs Jefferson Rueda e Rodrigo Martins em sociedade com Maria Thompson! Dois super chefs reunidos pra se dedicar a um pequeno restaurante italiano! O que poderia dar errado???? Tudo!!!!!

Na minha opinião eles erraram grande ao tentar implementar um estilo exclusivo ao restaurante que só funcionava com reserva e girava pouco! Quanto a comida, isto é desnecessário dizer! Era excelente! Ótima! Estupenda! Mas o serviço era extremamente formal, mesmo para o público high end de SP! Restaurante sempre meio silencioso. E os preços…. ah, os preços! Bom, era quase o dobro de um jantar no Fasano! Especialmente pq ainda sempre queriam te empurrar uma taça de espumante no começo da refeição que muitas vezes vc se sentia obrigado a aceitar e 2 taças te adicionavam R$ 150,00 na conta! Patacaparapa! Carta de vinhos não tinha nada por menos de R$ 300,00!!! Meuuuuuuu! Isto há uns 7 anos! Certamente se mantivesse este ritmo o restaurante estava fadado a um destino mórbido!

Rodrigo Martins se desligou do restaurante e assumiu o Vino! Tentou-se a criação de um wine bar do lado com um menu simplificado, mas os clientes tbm não entenderam muito! Nunca foi discutida aqui a qualidade da comida e a criatividade, mas sim a estratégia apresentada pela casa! Todos meus amigos tinham uma péssima opinião sobre o lugar por causa do alto preço! Muitos começaram a migrar pro Due Cuochi, lançado com uma proposta de ótima gastronomia com preços mais em conta!

Salão

Mas, numa mudança total de estratégia e posicionamento o restaurante resolveu destruir os muros que ligavam ao wine bar e tbm os muros da arrogância! Aumentaram o espaço, assim permitindo rodar mais clientes e não necessitar trabalhar só com reservas! Com mais pessoas vindo era possível praticar uma culinária mais barata! E muito sabiamente devem ter visto o sucesso do concorrente da Manuel Guedes e baixaram o preço do cardápio! Acho que com isso começaram um circulo virtuoso trazendo as pessoas de volta ao restaurante! Muitas vezes convidava amigos que tinham ainda a opinião do passado mas após testarem a nova proposta se tornaram clientes assíduos! Freqüentei muito na época que o David era o sous chef do lugar, trabalhando com o Jefferson! Uma das pessoas mais simpáticas que eu conheci no meio ( não que eu seja um super conhecedor ). Sempre fazia tudo para agradar, criou vários menus degustação para meus jantares com amigos e clientes! Levei algumas vezes trufa branca pro restaurante e ele preparou um cardápio formidável para harmonizar! Talvez tenha sido a época de ouro! Até hj me lembro do porco feito em 3 maneiras, ganhador de vários prêmios! O ravióli com gema de ovo e manteiga trufada e foie gras de entrada! Burrata sempre cremosa com limão siciliano e azeite!

Por motivos que eu desconheço ele resolveu aceitar um novo desafio e o Jefferson se desligou do restaurante brigado com a sócia! Parecia que o restaurante poderia sofrer um revés, uma vez que a equipe era super vencedora! Mas eles sabiamente trouxeram o chef Diogo Silveira que já havia trabalhado na casa! Diogo soube sim manter o alto nível e impor seu estilo no restaurante! Reestruturou o cardápio ( pena que saiu o porquinho que eu amava tanto ) e introduziu pratos primorosos! Os produtos são da melhor qualidade a comida sempre saborosa e o serviço impecável, mais próximo do cliente! Pena que algumas pessoas da brigada tbm mudaram, eu gosto muito de chegar num restaurante que eu freqüento bastante e ser reconhecido e chamado pelo nome! Ter o garçon e o maitre já servindo o que eu gosto! Mas de forma nenhuma isto é um impedimento para eu voltar lá! Ao contrário, só me faz querer retornar mais para voltar a ser lembrado pela brigada!

Chef Diogo Silveira

Minha penúltima ida ao restaurante foi no horário de almoço e como mencionei em post passado, o Pomodori faz um dos melhores menus executivo de SP ( na minha opinião o melhor )! Estava completamente lotado! Bom ver o restaurante deste jeito! Minha última vez no jantar segui o mesmo ritual de sempre! Eu, pessoalmente, gosto de pedir quando vou jantar o couvert ( pães quentinhos ), amo pedir tbm a burrata com torradinha e sempre peço uns canapés de brie com mel trufado e uma lingüiça feita na brasa! Excelente começo! Depois óbvio que continuei com o ravióli de gema de ovo ( amo ovo ) e sempre alternava entre o porco e a bisteca fiorentina! Como o porco saiu do cardápio fui na minha tradicional bistequinha ( bistequinha??? Hahahahahahaha ). Muito, mas muito boa mesmo! Desnecessário dizer que eu pulei a sobremesa mas pedi um chá de hortelã pra fazer a digestão! Sai de lá literalmente rolando!

Preço que considero super compatível com os restaurantes do mesmo nível e que não te faz ter medo de retornar! Importante dizer que todas as massas são frescas, produzidas pelo próprio restaurante que investiu em utensílios para a fabricação própria! Isto com certeza aumenta a qualidade da comida servida! Tudo preparado na hora que o cliente pede! A comida tbm é farta! Certamente uma mulher comendo couvert e entrada não conseguira terminar o prato principal! O que deixa os homens felizes em poder matar o resto! Hahahahahaha!

Pomodori, pode contar comigo que logo logo estarei de volta por ai pra mais orgias gastronômicas!

Pomodori

Rua Dr Renato Paes de Barros, 534 – São Paulo

3168-3123

www.pomodori.com.br